Cultura

O Gabinete Cultural da Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, coordenado pela Professora Doutora Vanda Anastácio assegura e dinamiza regularmente um programa de actividades culturais aberto a todos os públicos (que inclui concertos e sessões da comunidade de leitores, cursos livres, recitais de poesia e colóquios). Ao longo dos anos, tem acolhido projectos de investigação nas áreas de Arquitectura, Jardins, História, Genealogia, Artes Decorativas e Estudos Literários.

 

Além de ser monumento nacional e residência familiar, o Palácio Fronteira é também a sede da Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, uma Instituição Privada sem fins lucrativos, de Utilidade Pública (DR II série nº 37 14/2/1991). De acordo com a sua missão, a Fundação aposta na formação de públicos para cultura, na divulgação do património cultural, e na investigação relacionada com o conjunto monumental que tem à sua guarda.e

Apoios/Estágios

Apoio à realização de encontros científicos

A Fundação das Casas de Fronteira e Alorna apoia, sobretudo do ponto de vista logístico e administrativo, a realização de encontros científicos de temáticas relacionadas com a sua missão. Os apoios são concedidos mediante proposta por escrito enviada ao Cuidado da responsável pelo Gabinete Cultural para o e-mail: fcfa-cultura@fronteira-alorna.pt

Apoio à realização de projectos de investigação

A Fundação das Casas de Fronteira e Alorna está disponível para dar apoio a projectos de investigação sobre temáticas relacionadas com o seu património material e imaterial, de acordo com a sua missão. Os apoios são concedidos mediante proposta por escrito enviada ao cuidado da responsável pelo Gabinete Cultural para o e-mail: fcfa-cultura@fronteira-alorna.pt

Estágios de formação

A Fundação das Casas de Fronteira e Alorna acolhe estagiários interessados em receber formação sobre o palácio Fronteira na área do turismo cultural. Neste domínio, coordena um programa de estágio extracurricular acessível aos interessados a partir de um concurso anual para admissão de estagiários.

A Fundação das Casas de Fronteira e Alorna estabeleceu protocolos de colaboração para estágios curriculares com o Programa interuniversitário de Pós-Graduação em Estudos de Turismo e Comunicação da Universidade de Lisboa, e também com o Programa Study in Portugal gerido pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento.

Documentário sobre estágios no Palácio Fronteira:

Passeios temáticos

Destinados a Adultos

A Fundação das Casas de Fronteira e Alorna organiza mensalmente passeios temáticos, conduzidos por especialistas, quer sobre a iconografia dos azulejos do palácio, quer sobre as os escritores que viveram no Palácio Fronteira. Estes passeios são anunciados na imprensa e nas redes sociais.

Destinados ao público infantil

A Fundação das Casas de Fronteira e Alorna estabeleceu uma parceria com a firma COOLTURE TOURS para desenvolver visitas especiais destinadas ao público infanto-juvenil. Na Primavera e no Verão a COOLTURE TOURS organiza vários “piqueniques com a Marquesa” destinados aos mais novos, sujeitos a inscrição prévia. As inscrições processam-se através do site https://www.coolturetours.com/en/picnic-and-tour-with-the-marquise/.

Exposições de Artes Plásticas

A Fundação das Casas de Fronteira e Alorna mantém um protocolo de colaboração com a Câmara Municipal de Ponte de Sor ao abrigo do qual organiza quatro exposições de Artes Plásticas por ano no Centro de Artes e Cultura da Câmara Municipal de Ponte de Sor. As exposições têm a curadoria de Isabel Vaz Lopes e são precedidas de uma palestra por um orador convidado.

Regulamento Apoio a Publicações da Fundação das Casas de Fronteira e Alorna

No sentido de aumentar a visibilidade das publicações apoiadas e de garantir a qualidade das mesmas perante a comunidade científica internacional, respeitando as boas práticas reconhecidas na área editorial, as publicações da Fundação das Casas de Fronteira e Alorna (FCFA) respeitarão as normas internacionais relativas à garantia da qualidade do material a publicar, passarão a ter formato electrónico, a estar disponíveis em livre acesso na internet, e a reger-se pelos seguintes critérios e indicadores de qualidade:

 

1 – A FCFA apoia apenas a publicação de textos originais, que não infrinjam quaisquer direitos de terceiros sobre o material apresentado para publicação.

  • a. A FCFA não se responsabiliza pela aquisição ou obtenção de direitos de publicação de imagens, documentos, ou qualquer outro material gráfico incluído nos textos: estes deverão ser devidamente acautelados pelos autores dos mesmos.
  • b. A FCFA também não pode ser responsabilizada por quaisquer infracção ao Código de Direitos de Autor que possa vir a ocorrer, e considera que os autores dos textos são inteiramente responsáveis pelo material que assinam.
  • c. No intuito de proteger os direitos de todos os autores implicados na produção das obras apoiadas e divulgadas pela FCFA, sugere-se a obtenção pelos mesmos de Licenças Creative Commons, definindo as condições em que as suas obras podem ser partilhadas na internet. (http://creativecommons.pt)

 

2 – A qualidade científica de cada volume apoiado é garantida por uma comissão científica formada por especialistas reconhecidos na área de conhecimento correspondente, que pode ser sugerida pelos proponentes da publicação e que coordena as tarefas de arbitragem científica das obras a publicar.

 

3 – Se os proponentes assim o preferirem, ou em caso de dúvida, a FCFA dispõe de um Comité Editorial permanente, formado pelos membros do seu Conselho Cultural, aos quais poderá recorrer para a referida arbitragem.

 

4 – As publicações electrónicas apoiadas pela FCFA disporão de registo ISBN/ISSN/Doi para publicações electrónicas.

 

5 – As publicações em papel apoiadas pela FCFA disporão de registo ISBN.

 

6 – Os volumes colectivos apoiados pela FCFA deverão respeitar as normas de estilo adoptadas por esta instituição, em acordo com práticas usadas internacionalmente. (anexo I).

 

7 – A FCFA compromete-se a publicar os volumes que apoiar a partir do seu site, em regime de acesso aberto, no prazo máximo de dois anos a contar da data da recepção dos originais completos.

Figuras célebres
das Casas de Fronteira e Alorna

Ao longo do tempo houve membros das Casas de Fronteira e Alorna que se distinguiram pela sua participação cívica, na vida política, nas artes e na cultura.

Dom José Trazimundo de Mascarenhas Barreto, 7º Marquês de Fronteira (1802-1881)

Dom João de Mascarenhas, 1º Marquês de Fronteira (1633-1681)

Dom Pedro Miguel de Almeida Portugal  (1688-1756)

Dona Leonor de Almeida Portugal, 4ª Marquesa de Alorna (1750-1839)

A arte do retrato no Palácio Fronteira

A colecção de retratos que se preserva no Palácio Fronteira é assinalável pela variedade e pela qualidade. Se é verdade, como afirmou o historiador Nuno Gonçalo Monteiro, que a nobreza portuguesa, de uma maneira geral, não investia na pintura, a galeria de obras deste tipo reunida pelos membros das Casas de Fronteira e Alorna constitui uma excepção digna de nota no panorama português.

Publicações

A Fundação das Casas de Fronteira e Alorna criou a colecção de Cadernos da Fundação das Casas de Fronteira e Alorna que recolhe trabalhos apresentados no decurso de colóquios e jornadas de investigação realizados com o seu apoio, bem como estudos e edições de documentos relacionados com as Casas de Fronteira e Alorna. Esses volumes podem ser adquiridos pelos interessados através de contacto directo com a Fundação. A partir do ano 2018 os Cadernos da Fundação passarão a ser publicados em formato e-book.

Alcipe e as Luzes

ALMEIDA, Teresa Sousa de Aníbal Pinto de CASTRO, José Esteves PEREIRA, Maria Manuela DELLILE, (coords.) Alcipe e as Luzes, Lisboa, Edições Colibri – Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, 2003 ISBN: 972-772-357-8

Cartas de Lília e Tirse

ANASTÁCIO, Vanda (coord.), Cartas de Lília e Tirse (1771-1777), Lisboa, Fundação das Casas de Fronteira e Alorna – Colibri, 2007 ISBN: 972-772-662-2; ISBN: 978-972-772-662-2

Correspondências (usos da carta no século XVIII)

ANASTÁCIO, Vanda (coord.) Correspondências (usos da carta no século XVIII), Lisboa, Colibri – Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, 2005 ISBN: 972-772-560-0.

Jogos de Estética, Jogos de Guerra

COSTA, Carlos Couto Sequeira, Carlos João Correia, José Augusto França e Lévi António Malho, I Simpósio Nacional de Teoria Estética e Filosofias da Arte. Jogos de Estética, Jogos de Guerra, Lisboa, Edições Colibri – Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, 2005. ISBN: 972-772-580-5.

Alcipe e a sua Época

SOUSA, Maria Leonor Machado de Marion EHRARDT, José Esteves PEREIRA (orgs.), Alcipe e a sua Época, Lisboa, Edições Colibri – Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, 2003 ISBN: 972-772-356-X

Portugal, a Europa e o Oriente

VALE, Teresa Maria João FERREIRA, Pedro FLOR  Portugal, a Europa e o Oriente, Lisboa, Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, 2015 ISBN: 978-989-20-6029-3

A escultura em Portugal

VALE,  Teresa Pedro FLOR, A escultura em Portugal, Lisboa, Fundação das Casas de Fronteira e Alorna, 2011 ISBN: 978-989-20-2684-8

Diplomacia e Transmissão Cultural

VALE, Teresa e Maria João FERREIRA, Diplomacia e Transmissão Cultural, Lisboa, Fundação das Casas de Fronteira e Alorna e Althum, 2018, ISBN: 978-989-683-138-7

Contactos

© 2021 Todos direitos reservados

Contactos

© 2021 Todos direitos reservados